A Fifa escala uma brasileira para apitar o Mundial de Clubes

A Fifa anunciou nesta segunda-feira (4) o quadro de arbitragem do Mundial de Clubes de 2020, a ser disputado em fevereiro deste ano, no Qatar. A brasileira Edina Alves está entre os selecionados, e comandará um dos trios na competição. A assistente Neuza Back também foi escalada.

Edina é do Estado do Paraná e faz parte do quadro de árbitras da Fifa desde 2016, com experiência em jogos da Série A. Ela foi a representante do país na Copa do Mundo feminina da França, quando apitou a semifinal entre Inglaterra e Estados Unidos. No Mundial de Clubes, a brasileira estará ao lado de outros seis árbitros.

Parte do quadro Fifa desde 2014, Neuza foi escolhida para ocupar o posto de bandeirinha na competição, ao lado da argentina Mariana de Almeida e outros dez assistentes. Ela também esteve na Copa da França de 2019, e recentemente trabalhou no jogo entre Vélez Sarsfield e Peñarol, pela Copa Sul-Americana masculina.

Para o Mundial a ser realizado entre os dias 1 e 11 de fevereiro de 2021, a Fifa escalou ainda sete árbitros de vídeos para a operação do sistema de VAR. O sorteio para determinar os confrontos está previsto para o dia 19 de janeiro.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: