Acendimento da Chama Crioula 2020 é transferido para 2021

O acendimento da Chama Crioula, que marca a abertura dos Festejos Farroupilhas a cada ano, foi transferido para 2021, por cauda da pandemia da Covid-19. A decisão também leva em conta os protocolos de saúde pública estabelecidos pelas autoridades sanitárias e que suspenderam todas as atividades que gerem aglomeração.

A definição aconteceu em reunião on-line realizada no dia 9 de junho pela presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) do Rio Grande do Sul, Gilda Galeazzi, com os coordenadores das 30 Regiões Tradicionalistas. Para referendá-la, nos próximos dias, haverá reunião do Conselho Diretor da entidade.

Para 2021, fica mantida a cidade de Canguçu, na 21ª Região Tradicionalista, como local do evento e a portaria 39/2014, que define os locais de acendimento da Chama Crioula para os próximos 30 anos, fica estendida para 2045.

Segundo Gilda, o local, o acendimento e a distribuição da Chama Crioula em 2020 ficam a critério de cada uma das 30 Regiões Tradicionalistas, dentro de suas áreas de atuação, e em conformidade com os decretos de saúde pública estaduais e municipais.

Festejos Farroupilhas

Nessa terça-feira, 9, foram anunciados o tema e a patrona dos Festejos Farroupilhas. A homenageada é a ex-primeira prenda do estado, Alessandra Carvalho da Motta e o tema, é “Gaúchos Sem Fronteiras”, sobre os desgarrados do Rio Grande que foram viver em outros estados e países.

O presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas e vice-presidente de Administração e Finanças do MTG, César Oliveira, destacou que “a simbologia e importância da data terá sua continuidade e possíveis alternativas ou formatos no futuro ainda estão na dependência do decorrer do tempo”. Segundo César, o anúncio não significa que a festa presencial irá acontecer. Uma das possibilidades, inclusive, é que sejam realizadas comemorações virtuais, pela internet.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: