Aprender com seus erros é importante.

Saiba que os melhores resultados não são alcançados por equipes mais bem equipadas, ou com profissionais melhor preparados tecnicamente. O que realmente faz diferença para o resultado é a capacidade que essas equipes tem em criar um ambiente onde as pessoas podem ser elas mesmas, expressar suas idéias e posicionamentos de maneira transparente, serem ouvidas e incentivadas a experimentar novas possibilidades, ainda que isso possa resultar em erros inéditos, já que quando estes acontecem, as equipes tem total liberdade para conversar sobre eles, e usá-los como uma alavanca para o aprendizado de todos.

A descrição de uma organização seja ela empresarial, política ou até no seu dia a dia, são aquelas em que as pessoas se sentem psicologicamente seguras, desfrutando de proteção contra o ridículo ou penalidades quando compartilham suas idéias ou críticas construtivas. E quando isso acontece, todos se beneficiam de melhores idéias, mais aprendizado e menos decisões desastrosas. Por isso, a segurança psicológica como um clima em que as pessoas se sentem confortáveis em se expressar e serem elas mesmas. É a crença de que o indivíduo pode trazer o seu verdadeiro eu para o contexto.

Interessante é que algumas equipes que apresentam poucos erros, até podem ser consideradas como “boas equipes”, contudo, o que pode estar acontecendo é que essas equipes, por vergonha, medo de punição, ou qualquer outro motivo, não têm liberdade de compartilhar e discutir sobre os seus erros, por isso, preferem ignorá-los ou ocultá-los, o que no médio e longo prazo compromete fortemente os resultados, além de não favorecer a criação de um ambiente psicologicamente seguro. As equipes que conversam sobre seus erros (principalmente erros inéditos) com naturalidade, e aprendem com eles, são aquelas que certamente apresentarão resultados melhores e mais perenes.

Mas, poucas pessoas exibem esse “destemor”. Os comportamentos conscientes e inconscientes de nossos líderes, chefes, diretores, enfim… Incluindo ações, palavras, olhares e até mesmo respostas e dicas sutis, suprimem a possibilidade de visões alternativas ou diferentes das suas. As pessoas não compartilham idéias e opiniões por medo de parecerem tolos, serem expostos, prejudicar relacionamentos ou até mesmo perder o emprego. Essa, infelizmente é a realidade de muitas de nossas organizações. Por isso, algumas dicas são fundamentais, como criar um ambiente aberto à diversidade e inclusão, permitindo que as pessoas sejam quem elas realmente são discutir o conflito produtivo por meio de opiniões diferentes, mas atenção, não confundir que esse conflito é diferente de confronto; no conflito a melhor ideia prevalece, no confronto o ego ganha, mas todos perdem fazer perguntas, e encoraje as pessoas ao seu redor a fazer perguntas e ouça verdadeiramente às pessoas, assim construa um elo sincero e honesto entre as todos, e por fim incentive a conversa sobre erros. Valorize o erro inédito. Aprenda com eles e o mais importante, substitua o controle pela confiança.

Um Grande Abraço,

Sobre Reportagem

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Obras e desenvolvimento para Herval

Nem só do combate ao coronavírus viveremos ...

%d blogueiros gostam disto: