Argentina supera os três milhões de casos de coronavírus

Os casos de Covid-19 na Argentina alcançaram os 3.005.259 neste domingo (02) desde o início da pandemia, com um acumulado de 64.252 óbitos, informou o ministério da Saúde.

Nas últimas 24 horas, foram registrados 11.394 contágios e 156 óbitos pelo coronavírus em um país de 45 milhões de habitantes. A taxa de infecção é superior a 5.500 por 100.000 habitantes, uma das mais altas das Américas, segundo estatísticas de entidades sanitárias privadas.

Enquanto o mercado internacional de vacinas anticovid se encontra muito restrito, a Argentina obteve 9,8 milhões de doses, das quais 8 milhões já foram aplicadas.

O país prorrogou por três semanas, até 21 de maio, a proibição de circulação entre as 20h e as 6h locais, exceto para trabalhadores essenciais, no afã de combater o que considera a pior onda de contágios desde que a pandemia começou em 2020.

Também manteve limitações ao ensino presencial e determinou o fechamento da atividade comercial a partir das 10h. Teatros, cinemas, academias, cassinos, salões de dança e grandes shopping centers também estão fechados.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: