Arroz deverá ter 969.192 hectares cultivados na próxima safra

A intenção dos produtores do Rio Grande do Sul é semear 969.192 hectares (ha) de arroz na safra 2020/2021. O levantamento foi realizado pela Divisão de Assistência Técnica e Extensão Rural (Dater) do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) a partir de informações coletadas com os orizicultores pelas equipes dos Núcleos de Assistência Técnica e Extensão Rural (Nates).

A projeção aponta para crescimento de 3,5% em relação à área de 936.316 ha colhida na safra 2019/2020. São 32.876 hectares a mais. Ainda de acordo com o levantamento, os municípios com maior intenção de área semeada de arroz são os seguintes:

• Uruguaiana, com 78.500 hectares;
• Santa Vitória do Palmar, 68.436 ha;
• Itaqui, 56.492 ha;
• Alegrete, 54.837 ha.

Arroz safra

Em relação à semeadura de soja em rotação com arroz, o levantamento do Irga projeta área de 353.731 ha, aumento de 20.937 ha em relação à safra anterior. Na soja, as intenções por regionais são as seguintes: Zona Sul, com 99.061 ha; Campanha, 86.483 ha; Planície Costeira Interna, 63.981; região Central, 37.797; Fronteira Oeste, 34.565; e Planície Costeira Externa, 31.844 ha.

“Apesar do preço do arroz registrar alta histórica, o arrozeiro está com intenção de área muito parecida com a safra anterior porque entendeu esse recado: para ser eficiente, para ter lucro, precisa ter planejamento e que seja muito bem executado”, afirma o diretor técnico do Irga, engenheiro agrônomo Ivo Mello.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: