Brasil acelera vinda de reforços para Série B

A ordem é o pedido de calma ao torcedor. A direção xavante não parou de trabalhar entre o final do Gauchão e este período que antecede à Série B. Faltando pouco mais de duas semanas para o começo do nacional, o G.E. Brasil começa a reunir os novos integrantes da tribo que representará o Rubro-Negro na 6ª Série B consecutiva.

O goleiro Vitor Luiz (25) chegou à cidade no final de semana. Ele mede 1,88m, tem base no Grêmio, passagem pelo Lajeadense em 2018 e vem do futebol português, onde estava no Rio Ave. Vitor transitava da equipe de base para os profissionais. Rafael Martins está emprestado ao rival Guarani de Campinas, Matheus Nogueira é o titular hoje e Marcelo uma jovem promessa debaixo das traves. De guarda-redes, o Brasil do preparador destaque Alex Lessa parece estar bem servido.

No ataque, o primeiro reforço foi o jovem Fabricio, voltando para Baixada. O Brasil monitora a situação de ex-atletas. O zagueiro Bruno Aguiar foi destaque em 2019. Seria um bom reforço. Ele disputou o Paulistão pelo Novorizontino e tem proposta rubro-negra. A boa fase em Pelotas e a oportunidade de jogar novamente a Série B podem pesar a favor. O volante Sousa, cão de guarda de respeito na última B, é outro contatado pela direção do Brasil. Van Basty Sousa está nas semifinais do Paulista pelo Mirassol.

O volante pelotense Juliano fez ótimo Gauchão pelo Caxias e tem contrato até novembro. As direções de Brasil e dos caxienses precisariam entrar em acordo para a vinda do atleta.

O executivo de futebol Fernando Leite trabalhou firme na última Série B. Montou o elenco do Cuiabá, que conquistou o acesso. Depois, ajudou a salvar o Náutico da queda. É preciso paciência com o profissional.

O vice de futebol Claudio Montanelli anunciou: “Não só do Campeonato Paulista, mas estamos tentando fechar negociações. A gente, como torcedor, fica apreensivo, mas, como diretor, temos que lutar para realizar os pedidos da comissão técnica. É uma demora natural pelos campeonatos estarem em andamento. Avançamos negociações, falta concluir ou não.”

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: