Brasil registra 205 mortes por Covid em 24 horas

O Brasil registrou nesta quinta-feira (2) 205 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas, com o total de óbitos chegando a 615.225 desde o início da pandemia. Com isso, a média móvel de mortes nos últimos 7 dias ficou em 218. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de 4% e aponta tendência de estabilidade.

Os números estão no novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil, consolidados às 20h desta quinta. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

Média móvel

Sexta (26): 227
Sábado (27): 230
Domingo (28): 227
Segunda (29): 227
Terça (30): 231
Quarta (1º): 229
Quinta (2): 218

Em 31 de julho, o Brasil voltou a registrar média móvel de mortes abaixo de 1 mil, após um período de 191 dias seguidos com valores superiores. De 17 de março até 10 de maio, foram 55 dias seguidos com essa média móvel acima de 2 mil. No pior momento desse período, a média chegou ao recorde de 3.125, no dia 12 de abril.

Três Estados não tiveram registro de mortes nas últimas 24 horas: AC, AP e MS.

Em casos confirmados, desde o começo da pandemia, 22.117.364 brasileiros já tiveram ou têm o novo coronavírus, com 12.733 desses confirmados no último dia. A média móvel nos últimos 7 dias foi de 8.822 novos diagnósticos por dia. Isso representa uma variação de 2% em relação aos casos registrados em duas semanas, voltando a indicar estabilidade nos diagnósticos.

Em seu pior momento, a curva da média móvel nacional chegou à marca de 77.295 novos casos diários, no dia 23 de junho deste ano.

Estados

Em alta (6 Estados): MG, GO, MS, AP, RR e MA
Em estabilidade (13 Estados): PR, RS, ES, RJ, SP, AC, PA, RO, AL, BA, CE, PB e PE
Em queda (7 Estados e o DF): SC, DF, MT, AM, TO, PI, RN e SE

Essa comparação leva em conta a média de mortes nos últimos 7 dias até a publicação deste balanço em relação à média registrada duas semanas atrás.

Há estados em que o baixo número médio de óbitos pode levar a grandes variações percentuais. Os dados de médias móveis são, em geral, em números decimais e arredondados para facilitar a apresentação dos dados.

Vacinação

Dados também reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa mostram que 135.164.013 pessoas tomaram a segunda dose ou dose única de vacinas e, assim, estão totalmente imunizadas. Este número representa 63,36% da população.

159.343.702 pessoas, o que representa 74,70% da população, tomaram ao menos a primeira dose de vacinas. A dose de reforço foi aplicada em 117.159.509 (8,04% da população).

Somando a primeira dose, a segunda, a única e a de reforço, são 311.667.224 doses aplicadas desde o começo da vacinação.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: