Com avanço da Covid-19, internações em leitos clínicos aumentam 91,5% no RS

O crescimento dos casos confirmados para Covid-19 no Rio Grande do Sul já reflete nos números de internações. Em duas semanas, a ocupação de leitos clínicos apresentou alta de 91,5%, passando de 141 internações, em 27 de dezembro do ano passado, para 269 no final da tarde de hoje. De acordo com dados do painel Coronavírus RS, da Secretaria Estadual da Saúde (SES), são nove dias seguidos de aumento das hospitalizações em leitos clínicos.

Com mais 6.349 casos confirmados hoje, o número de pessoas infectadas pela Covid-19 em janeiro totaliza 28.712, mais do que o dobro do registrado durante todo mês de dezembro do ano passado, quando foram contabilizados 12.034 casos da doença. As hospitalizações em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) apresentavam estabilidade em relação à véspera, com 164 pacientes em estado grave com diagnóstico confirmado e outros 114 casos suspeitos.

Em Porto Alegre, a procura por serviços de urgência e emergência seguia elevada, a exemplo da semana anterior. Com apenas 9 leitos, o Pronto Atendimento da Lomba do Pinheiro (PALP)operava bem acima da capacidade, com 31 pacientes em observação. A taxa de lotação era de 344,44%. Conforme monitoramento da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), o tempo de espera para atendimento no PALP era de 3 horas. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Moacyr Scliar, na Zona Norte, que conta com 17 leitos, tinha 28 pacientes em observação.

Fonte: Correio do Povo

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: