Com pico de contágio por covid-19, Estado emite Avisos para todas as regiões

Em função de um pico de contágio por covid-19 observado no Estado, o governo emitiu, pela quarta vez consecutiva, avisos para todas as 21 regiões no Sistema 3As de Monitoramento, que gerencia a pandemia no Rio Grande do Sul. Coordenada pelo governador Ranolfo Vieira Júnior e pela secretária da Saúde, Arita Bergmann, a reunião do Gabinete de Crise ocorreu nesta quarta-feira (15/6).

A busca por atendimento em razão da Covid-19 se soma à demanda causada por outras síndromes respiratórias, comuns à época mais fria. Também se observa um aumento na busca por atendimentos eletivos, represados durante a pandemia.

Na semana, o número de internados entre casos suspeitos e confirmados cresceu em 27. Nos leitos clínicos, houve um aumento de 37 e, nos leitos de UTI, uma redução de 10. Há 803 suspeitos e confirmados em leitos clínicos, o que representa um crescimento de 4,8% em comparação à semana passada. Os internados em UTIs são 217, 4,4% a menos do que na semana passada.

De acordo com o monitoramento feito pelas equipes do Grupo de Trabalho (GT) Saúde, o aumento da propagação ao longo dos meses de maio e junho também já pode ser percebido no número de óbitos por Covid-19. Em 1º de maio, a média semanal de óbitos no Estado era de 39 (0,3 por 100 mil habitantes), e a última semana apresentou um total de 162 óbitos (1,4 por 100 mil habitantes), um crescimento de 315,4%.

Isso reforça ainda mais a importância de que a população busque a dose de reforço e a segunda dose da vacina contra a covid-19. Cerca de 80% da população residente no Rio Grande do Sul está com o esquema vacinal primário (duas doses) completo, mas apenas 54,8% tomaram a dose de reforço, completando o esquema vacinal.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Google vai distribuir 500 mil bolsas de estudos para cursos em tecnologia; veja como se candidatar

O Google anunciou em junho que distribuirá ...

%d blogueiros gostam disto: