É preciso Incentivar o diálogo quando ninguém parece querer dialogar

Vivemos, não só no Brasil, uma espiral crescente de indignação e frustração com os rumos da sociedade e a responsabilidade assumida pelos políticos. Tais sentimentos, infelizmente, acabam gerando raiva, agressividade e intolerância para com aqueles que pensam diferentemente de nós.

Ouvimos, durante décadas, que o mundo caminhava no sentido de maior respeito à pluralidade, maior compreensão mútua e mais democracia. Os anos recentes, contudo, têm mostrado exatamente o quadro oposto.

Com tudo isso, estamos cada vez menos predispostos ao esforço de verdadeiramente encontrar o outro, dialogar com ele, buscar juntos as melhores soluções para os problemas sociais. Fechados cada vez mais em nossos “mundinhos”, tornamo-nos, também nós, mais agressivos e avessos ao diálogo.

Por isso, torna-se mais importante do que nunca que nós devemos buscar mais o diálogo e o encontro entre nós e com todos os demais e perceber que todos temos algo de bom para dar e podemos receber em troca algo de bom, desde que saibamos nos aproximar com uma atitude aberta e disponível, sem preconceitos.

Muitos falam em pluralidade e respeito ao diferente, mas poucos têm essa real convicção de que algo de bom pode vir do encontro com o outro. Estamos mais preocupados em convencer (quando não a forçar) nossos ouvintes a pensar como nós. O diálogo, porém, não pode ser vivido como uma tentativa disfarçada de doutrinar os demais.

Também não é algo que só fazemos com aqueles que concordam com uma lista de pré-requisitos mínimos que estabelecemos inicialmente. Muitas vezes, descobrimos que pessoas aparentemente diferentes a nós estão abertas a um diálogo franco e sincero e perdermos importantes momentos de encontro.

Para vivermos esse espírito de diálogo, contudo, não podemos esperar que o outro dê o primeiro passo. Se todos esperam o sinal favorável do lado contrário, ninguém se move. Temos que ser aqueles que daremos o primeiro passo e vamos ao encontro dos demais.

Com certeza, haverá quem não corresponderá a nosso gesto, mas também existirão muitos que, de forma até inesperada, responderão ao nosso convite, dialogando e fazendo um sincero encontro humano conosco. E, quando isso acontecer, nossa alegria e nossa gratidão a Deus serão radiantes – é o que testemunham aqueles que fazem essa experiência de diálogo.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Obras e desenvolvimento para Herval

Nem só do combate ao coronavírus viveremos ...

%d blogueiros gostam disto: