Edital para a concessão de 414,19 km de rodovias gaúchas será publicado nos próximos dias

O governador Ranolfo Vieira Júnior anunciou, nesta terça-feira (31), em coletiva de imprensa no Palácio Piratini, que o Conselho Gestor do Programa de Concessões e Parcerias Público-Privadas do governo do Estado aprovou a publicação do edital para a concessão de 414,19 quilômetros do bloco 2 de rodovias do programa RS Parcerias.

O bloco compreende trechos das rodovias ERS-128, ERS-129, ERS-130, RSC-453, localizadas no Vale do Taquari, e das rodovias ERS-135, ERS-324, BR-470, que conectam Nova Prata a Erechim, no norte do RS. São regiões com empreendimentos nos setores de agropecuária e indústrias de transformação.

“É o nosso bloco mais extenso, que compreende uma região onde está 12,8% da população do Estado e 13,8% do PIB gaúcho. Além disso, a ERS-324 é a rodovia com mais acidentalidade do Estado, por isso a concessão também é importante pelo aspecto da segurança viária que irá viabilizar”, disse o governador.

O leilão está previsto para o início de setembro, e o vencedor do certame deverá realizar investimentos de R$ 2,19 bilhões nos primeiros sete anos de concessão. No total, durante os 30 anos do período de contrato, deverão ser investidos R$ 4,1 bilhões em ampliações e melhorias que proporcionarão maior fluidez do trânsito e segurança por meio da redução da quantidade de acidentes.

O futuro concessionário terá a obrigação de duplicar 296 quilômetros, além de implantar 11,67 quilômetros de faixas adicionais unilaterais. Ainda estão previstas 48 novas passarelas, 173 novos dispositivos de interseção, a implantação de ciclovia interligando as cidades de Arroio do Meio a Lajeado. Entre os destaques das obras, estão a duplicação da ERS-324, no trecho entre Passo Fundo e Marau, e a duplicação da ERS-130, entre Lajeado e Arroio do Meio.

Durante os estudos para a modelagem do edital, realizados pelo governo do Estado com apoio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), ficou constatado que 25% da extensão das rodovias que compõem o bloco 2 não têm acostamento (105 km) e em 39% da extensão a largura do acostamento está fora da norma (161 km).

O leilão do bloco 2 terá como critério o menor valor de tarifa pedágio, sem limite de desconto, porém com exigência de aporte de capital próprio a cada ponto percentual de deságio.

Bloco 1

O processo de lançamento do edital do bloco 1 de rodovias do RS Parcerias, que compreende estradas localizadas na Região Metropolitana, Litoral Norte e região das Hortênsias, será reavaliado pelo governo do RS por meio da Secretaria Extraordinária de Parcerias.

Ranolfo destacou que o governo do Estado manteve a valorização do diálogo no processo de elaboração do edital. “É uma marca do nosso governo e, neste caso, não foi diferente. Ouvimos muitos deputados, prefeitos e lideranças da região e também a comunidade em geral”, disse.

Conforme o secretário de Parcerias, Leonardo Busatto, serão realizados estudos para avaliar a sustentabilidade de novos cenários como a localização de praças de pedágio e aporte de recursos por parte do Estado para a realização de obras.

“Ouvimos diferentes setores e lideranças e há o entendimento de que a concessão é o caminho. Algumas questões pontuais, no entanto, requerem mais debate para que se encontrem alternativas que contemplem melhor os interesses dos gaúchos”, disse o secretário.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Google vai distribuir 500 mil bolsas de estudos para cursos em tecnologia; veja como se candidatar

O Google anunciou em junho que distribuirá ...

%d blogueiros gostam disto: