Empresário industrial recupera parte da confiança

O Índice de Confiança do Empresário Industrial gaúcho (ICEI-RS), pesquisa divulgada nessa segunda-feira (24) pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), chegou a 60,3 pontos este mês, elevação de 2,3 pontos em relação a abril, o que indica a presença de confiança no setor. Quanto mais acima de 50 pontos, maior e mais disseminado é o otimismo. “A indústria gaúcha recuperou, nos últimos dois meses, grande parte da confiança perdida em março. Naquele momento, além do agravamento da pandemia e das conseqüentes medidas de restrição de parte das atividades de comércio e serviços, o setor era impactado por intensos aumentos de preços e pela falta de insumos e matérias-primas”, explica o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry. Em abril e maio, o ICEI-RS recuperou 6,2 pontos dos 8,7 perdidos em março.

O ICEI-RS vai de zero a 100 e é composto pelos índices de Condições Atuais e de Expectativas. Em maio, todos os seus componentes tiveram elevação. O Índice de Condições Atuais subiu de 51,3, em abril, para 54,2 pontos. O de Condições Atuais da Economia Brasileira pulou de uma avaliação negativa de 44,4 pontos para a neutralidade (50) no mesmo período. Em maio, os percentuais de empresários gaúchos que perceberam melhora e piora na economia brasileira foram similares: 28,4% e 26,3%, respectivamente. Mas para a maioria (45,3%), as condições não mudaram. A melhora nas condições atuais também foi percebida em relação à própria empresa, com o índice crescendo 1,7 pontos em relação a abril, para 56,4.

 

EXPECTATIVAS – O otimismo entre os empresários consultados aumentou para os próximos seis meses. O Índice de Expectativas se distanciou da marca divisória dos 50 pontos: de 61,3, em abril, para 63,4, em maio. O mesmo sentimento predomina com a economia brasileira entre 45,8% dos empresários, ante um percentual de pessimistas bem menor, 10,5%. Isso se reflete nos 59,3 pontos alcançados pelo Índice de Expectativas com a Economia Brasileira, quatro acima de abril. Subiu também o otimismo com relação ao futuro da empresa, com o Índice de Expectativa passando de 64,2 para 65,4 pontos, refletindo, segundo o presidente da FIERGS, o alívio na crise sanitária e a perspectiva de retomada da economia e no fornecimento de matérias-primas.

A pesquisa foi realizada entre 3 e 12 de maio, com 191 empresas, sendo 36 pequenas, 61 médias e 94 grandes. Acompanhe os resultados completos em https://www.fiergs.org.br/numeros-da-industria/indice-de-confianca-do-empresario-industrial#.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Herval ganhará pista de Veloterra

A Administração Municipal e a Associação Hervalense ...

%d blogueiros gostam disto: