Governo alerta para risco de bandeira vermelha em regiões

Apesar do bom desempenho do Rio Grande do Sul no combate à Covid-19 no Brasil, o governador Eduardo Leite considerou que a batalha contra a doença ainda não foi vencida e insistiu para que a população tenha cautela redobrada. Em entrevista no começo da tarde desta terça-feira, o governador mostrou temor com a possibilidade do estado ter que adotar medidas mais duras para novamente desacelerar a disseminação do vírus. O governador afirmou ainda que há três regiões que passaram a preocupar mais, inclusive com a chance de ingressar na bandeira vermelha, que é de risco alto.

“A gente montou um modelo de distanciamento controlado e monitoramos 11 indicadores. E nos últimos dias a gente está observando com muita atenção casos de internações em Caxias do Sul, Novo Hamburgo, Região Metropolitana e Porto Alegre, principalmente, que tem visto aumentar isso nos últimos dias. E se for necessário novas restrições, elas serão feitas para proteger a população”, garantiu. Leite ainda avaliou a situação da agricultura e do abastecimento de água nas cidades, bastante prejudicadas pelo longo período de estiagem que prevalecia há algumas semanas.

O governador frisou que gostaria que a população entendesse que nada está como antes. “Nós não voltamos ao normal. Vivemos tempo de exceção. Mantenham o cuidado e saiam só para o necessário. Nós não queremos restringir mais para não prejudicar também a economia”, afirmou.

Leite ainda reconheceu que o RS está melhor que a maioria dos outros estados do país e comparou a situação a uma partida de futebol. “Não é jogo ganho. Estamos no meio do jogo e precisamos seguir contando com a colaboração da população. Por isso eu insisto: distanciamento, higienização, etiqueta respiratória, usar máscara. Enfim, é importante para se evitar perder o controle. Se perde o controle, afeta a economia, afeta o emprego, tudo o que a gente não quer”, alertou.

O governador aproveitou o bate-papo com Vettori para explicar e dar detalhes de como funciona o distanciamento controlado, que foi a medida encontrada pelos gaúchos para enfrentar o novo coronavírus. “Nós temos um grupo de cientistas e especialistas, que estão acompanhando estes dados e informações, que se reúnem toda semana, inclusive para avaliar os critérios dentro deste modelo, e assim, tomar a decisão em relação a nova classificação no próximo sábado. Então estes indicadores são monitorados e se houver necessidade, o próprio modelo se encarrega de estabelecer a migração de uma bandeira laranja para uma vermelha, que é mais restritiva”, explicou Leite.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Dois estabelecimentos, em Jaguarão, são interditados após fiscalização do Programa Segurança Alimentar do RS

Em operação de fiscalização do Programa Segurança ...

%d blogueiros gostam disto: