Governo confirma retorno do Gauchão no dia 23 de julho

Após quatro meses de paralisação, o Campeonato Gaúcho 2020 irá retornar no dia 23 de julho. Em reunião entre a Federação Gaúcha de Futebol e o governo do Estado, nesta quinta-feira, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, anunciou a liberação dos treinamentos coletivos a partir da próxima segunda-feira e permitiu a volta do torneio no final do mês.

Na saída do encontro, que ocorreu no Palácio Piratini, o presidente da FGF, Luciano Hocsman, informou que irá realizar uma reunião, nesta sexta-feira, com os clubes participantes do campeonato para alinhar a retomada, mas adiantou que regras já previstas no protocolo deverão ser respeitadas.

“A regionalização está mantida, assim como outros pontos como redução de membros por delegação, atletas chegando pré-fardados para o jogo, acesso da imprensa ao estádio somente para televisionamento, e todas as pessoas que trabalharem em função do jogo tendo necessidade de apresentar um atestado de testagem (…) Na reunião amanhã iremos projetar os próximos passos”, ressaltou.

A volta do campeonato é liberada no mesmo dia em que o Rio Grande do Sul, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, registrou recorde no número de novos óbitos pela Covid-19. Além disso, há pelo menos três dias, o RS registra mais de mil novos casos diários da doença e 52% da população gaúcha se encontra hoje em áreas consideradas, pelo Piratini, de alto risco de contaminação pelo coronavírus. .

O Gauchão está paralisado desde o dia 15 de março, quando ocorreu a última rodada já sem público. Com sete datas ainda para serem jogadas, a próxima rodada deverá ter um clássico Gre-Nal, no estádio Beira-Rio.

Governo e FGF apelam para manutenção do distanciamento social

Mesmo com o retorno do futebol, tanto Federação Gaúcha de Futebol quanto o governo do Estado alertaram a população para a manutenção do distanciamento social. De acordo com o governador Eduardo Leite, não significa volta ao normal.

Leite fez um apelo a torcedores e pediu para que clubes, dirigentes e jogadores estimulem os torcedores a ficar em casa, assistindo aos jogos pela televisão. “Apelamos a todos que se mantenham sem fazer reuniões e confraternizações em função dos jogos”, declarou.

O governador frisou a rigidez dos protocolos sanitários e observou que, em poucas rodadas, oito clubes deixam o campeonato. “Isso vai significar um grupo menor de pessoas, obedecendo às regras de distanciamento”, frisou.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: