Hospital de Caridade de Canguçu reinaugura UTI reequipada

Na quarta-feira (9), aconteceu o ato de reinauguração da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital de Caridade de Canguçu (HCC) com a presença de representantes da gestão e profissionais que irão atuar no atendimento junto ao setor.

Desde o começo da pandemia de coronavírus, foram diversas as tratativas da gestão da instituição que protagonizou todas as etapas de acompanhamento, montagem e capacitação em prol da reabertura da unidade.

A UTI, que ficou fechada por quatro anos, percorreu um longo processo de reestruturação que contou com o apoio dos poderes públicos municipal, estadual e federal, bem como através de emendas parlamentares, doações de equipamentos, capacitação de profissionais da área, investimentos em respiradores e compras de materiais para tornar possível o retorno às atividades.

Hospital conta com 96 leitos SUS, de um total de 126 clínicos (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Acordos e negociações entre as instituições públicas e privadas resultaram na disponibilidade de dez leitos destinados ao suporte dos cuidados intensivos em saúde dos pacientes de Canguçu e região. Sendo um dos principais agentes de atuação junto à Prefeitura, a Câmara de Vereadores repassou R$ 1.140.000,00, recurso obtido pela contenção de gastos através da redução orçamentária de despesas dentro da Casa Legislativa, cortando diárias, horas extras, viagens e renegociações de contratos.

Processo histórico de avanços da instituição
No ano de 2016, o hospital estava com os salários dos servidores atrasados, a produção menor do que o custo de manutenção, “contabilmente falido e com R$ 5 milhões de prejuízo”, conforme declarações do gestor da época, Regis Pinto e Silva, que deixou o cargo em menos de 12 meses.

A partir de processos internos, busca por novos negócios, renegociações de contratos bancários e ações jurídicas para recuperação de dívidas do Estado, começou a ser possível diminuir o endividamento mensal e reverter a situação, passando a ampliar os atendimentos, recuperar as cirurgias, o Pronto-Socorro, maternidade e implementar a Ala Covid que presta atendimento de enfermaria aos pacientes infectados pelo coronavírus.

Nesse momento, passado uma semana após a emissão do alvará de funcionamento da UTI, a 3ª Coordenadoria de Saúde do Estado (3ª CRS) liberou a nova unidade que possibilitou ao município atender de forma mais efetiva no combate à Covid-19. A cidade poderá melhor atuar no tratamento de pacientes, contando atualmente com 96 leitos disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) do total de 126 leitos clínicos dentro da instituição.

Importância da unidade para a Região Sul
A conquista de reabrir a UTI, apesar do alto custo de manutenção, proporciona tanto à comunidade canguçuense quanto para os municípios de Piratini, Morro Redondo e Santana da Boa Vista uma facilidade ao acesso à saúde.

A gestora do hospital, Miriam Lisiane Radtke Neutzling, comemorou a conquista. “Era um anseio de toda comunidade em geral. Não foi fácil chegar até aqui, muitos obstáculos encontramos no caminho, mas hoje esse sonho torna-se realidade para todos nós. É necessário estes leitos, pois aumenta a complexidade de atendimento. Podemos realizar procedimentos mais complexos que antes não podíamos fazer, mas agora teremos o suporte do leito de UTI, caso houver necessidade. Gratidão a todos por este dia”.

O secretário de Saúde, Eliezer Jorge Timm, destacou que a realização é “um sonho que se concretiza a muitas mãos construindo resultados, com muito trabalho se entrega soluções”.

Fonte: Liziane Stoelben Rodrigues

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Google vai distribuir 500 mil bolsas de estudos para cursos em tecnologia; veja como se candidatar

O Google anunciou em junho que distribuirá ...

%d blogueiros gostam disto: