Licenciamento de veículos gaúchos com placas de final 9 e 0 vence no sábado

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) do Rio Grande do Sul alerta os proprietários de veículos gaúchos com placas de final 9 ou 0 para o prazo de licenciamento, que vence no próximo sábado (31). A partir do dia seguinte (1º), será exigida a quitação do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), taxa do serviço anual e eventuais multas vencidas.

Se o proprietário pagou o IPVA e ainda não tem o CRLV atualizado, deve verificar se quitou todos os itens que compõem o licenciamento ou ainda se há algum processo pendente. É possível consultar a situação do veículo no site detran.rs.gov.br, em “Consulta de veículo”.

A regularidade do exercício corrente passa a ser exigida para a circulação desses veículos a partir do dia 1º de julho. O proprietário deve quitar, além do IPVA, a taxa do serviço anual e multas vencidas, se houver. O valor do seguro obrigatório (DPVAT) foi zerado neste ano.

A taxa do Detran esteve em discussão desde o ano passado na Assembleia Legislativa para redefinição do valor (excluídos os custos de impressão e envio por correios, hoje inexistentes), por isso alguns proprietários de veículos não fizeram o seu pagamento.

Em abril, o projeto de lei foi aprovado e sancionado pelo governador Eduardo Leite, definindo o valor único de R$ 66,70 para todos os veículos.

Caso tenha pago o IPVA e ainda não tenha o Certificado de Registro e Licenciamento (CRLV) atualizado, o proprietário deve verificar se quitou todos os itens que compõem o licenciamento ou ainda se há algum processo pendente. É possível consultar a situação do veículo no site detran.rs.gov.br, em “Consulta de veículo”.

Procedimento

A quitação dos débitos do veículo é feita diretamente por meio de um dos bancos conveniados: Banco do Brasil (apenas para clientes), Banrisul (incluindo a sua rede de correspondentes bancários), Bradesco, Santander e Sicredi . Também é possível efetuar o procedimento em qualquer lotérica.

Clientes desses bancos podem utilizar os canais de atendimento facilitado disponíveis, tais como aplicativos, internet banking, caixas eletrônicos, WhatsApp (Banco do Brasil) etc. Basta informar a placa e o código do Renavam.

Por determinação federal, o documento impresso em papel-moeda foi extinto em todo o país. Agora o Certificado de Registro e Licenciamento é expedido digitalmente (CRLV-e) e o proprietário do veículo pode escolher se prefere utilizar a sua versão via aplicativo Carteira Digital de Trânsito ou impressa em papel comum.

A impressão pode ser feita a partir do site do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Quem não obtiver acesso ao documento por meio das plataformas digitais ainda tem a opção de realizar o serviço de impressão presencialmente em qualquer Centro de Registro de Veículos Automotores (CRVA) ou despachante no Estado.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) determina que, para a regular circulação, o veículo deve estar com o licenciamento em dia.

Do contrário, incorre-se em infração gravíssima, passível de multa de R$ 293, sete pontos na carteira de habilitação do dono e remoção do veículo para depósito (quando não for possível a quitação dos débitos na blitz), até que a situação seja regularizada.

A partir de uma nova lei estadual, desde novembro do ano passado o programa “Veículo Legal” oferece a opção de pagamento de pendências de licenciamento por meio de débito ou crédito durante blitz de fiscalização. A medida não evita a multa por um eventual licenciamento atrasado.

Mas se a opção de pagamento estiver disponível e essa for a única irregularidade, o veículo não será guinchado, poupando assim o proprietário do pagamento de remoção, diárias em depósito e demais transtornos de ter o carro apreendido.

Texto: Marcello Campos

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: