Morre o ex-presidente da FIERGS Heitor José Müller

O ex-presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERGS), Heitor José Müller, morreu nessa terça-feira, aos 81 anos. Natural de Tupandi, Müller estava internado há uma semana no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, com problemas respiratórios, cardíacos e renais, não relacionados à Covid. O velório está previsto para ocorrer em Montenegro, na capela mortuária da Funerária Vargas. “Ao ser informado do falecimento do ex-presidente Heitor José Müller, presto minha solidariedade a todos os seus familiares, amigos e companheiros das Diretorias das duas gestões em que presidiu a Federação e o Centro das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul”, afirmou o presidente da FIERGS, Gilberto Porcello Petry, ao acrescentar que hoje até o fim desta semana, as bandeiras do Brasil e do Rio Grande do Sul que emolduram a sede das entidades ficarão a meio mastro, como forma de luto pela perda, e em respeito à memória do ex-presidente, não serão realizadas as reuniões do Conselho de Vice-presidentes e das Diretorias.

O industrial assumiu a presidência da FIERGS e do CIERGS pela primeira vez em julho de 2011, tendo sido reeleito em 2014 para um segundo mandato consecutivo de três anos, até julho de 2017. Nesse cargo, também administrou o Serviço Social da Indústria (Sesi-RS), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-RS) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RS).

Heitor Müller presidiu a União Brasileira de Avicultura (UBA), foi vice-presidente da Associação Brasileira dos Exportadores de Frangos (ABEF), presidente da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav) e fundador e presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Rio Grande do Sul (Sipargs). No Sistema FIERGS/CIERGS, foi vice-presidente e, antes, como diretor das entidades, coordenou vários Conselhos Temáticos. Sua atuação empresarial começou no setor de avicultura, evoluindo para a engenharia genética e fundição, com empreendimentos no Estado. A trajetória industrial vai da Frangosul, até ser adquirida por capitais franceses, à Agrogen (hoje Vibra) e Fundimisa.

Fotos: Dudu Leal

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Herval ganhará pista de Veloterra

A Administração Municipal e a Associação Hervalense ...

%d blogueiros gostam disto: