Nuvem de gafanhotos entra novamente no radar do Estado

Com as temperaturas mais altas no Estado, fiscais agropecuários da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) de municípios da fronteira oeste e noroeste do Estado aumentam a vigilância sobre a possível entrada da nuvem de gafanhotos vinda da Argentina. “Com essa condição climática, precisamos estar preparados”, alerta o chefe da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seapdr, Ricardo Felicetti.

O engenheiro agrônomo destaca a preocupação com a nuvem de gafanhotos que está em Corrientes, na Argentina, a 130 quilômetros do município gaúcho de Barra do Quaraí. “Com a elevação das temperaturas neste fim de semana, estamos apreensivos, mas preparados para o caso de uma eventual ocorrência da praga em território gaúcho. Temos um plano operacional de emergência”.

Segundo Felicetti, houve reunião para tratar de questões operacionais nesse sentido na sexta-feira (17) com representantes do Ministério da Agricultura, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura e da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). “Falamos também sobre a questão dos recursos emergenciais para trabalhar a supressão dos surtos de gafanhotos”.

Felicetti informa que os produtores rurais devem ficar atentos aos possíveis surtos dos insetos e comunicar sua presença imediatamente à inspetoria de defesa agropecuária da Seapdr ou ao escritório municipal da Emater/RS-Ascar mais próximo

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Google vai distribuir 500 mil bolsas de estudos para cursos em tecnologia; veja como se candidatar

O Google anunciou em junho que distribuirá ...

%d blogueiros gostam disto: