Pedras Altas recebe recursos para cestas básicas do Governo Federal

O pedido de 800 cestas básicas, realizado pela prefeitura de Pedras Altas, através da defesa civil do município, foi deferido pelo ministério da integração nacional, na semana passada.

Segundo o coordenador municipal da defesa civil, Ivanilson (kako), o recurso está liberado na conta da defesa civil municipal no Banco do Brasil.

Kako informa que os kits devem ser adquiridos nos próximos dias e entregues as famílias divididos em 2 meses, com 400 cestas básicas por mês, e serão entregues às famílias cadastradas no número de inscrição social (nis), que se encontram em vulnerabilidade social. A solicitação foi feita como medida contra os prejuízos causados pela estiagem que assolou a região, após o ministério autorizar o município a fazer o requerimento, como resposta às pautas entregues em março, durante reunião em Brasília.

O coordenador relata que o pedido foi realizado em conjunto com a Secretaria Municipal de Assistência Social e apoio da Emater.

“Estamos muito gratos por esse auxílio que será de grande valia para todas estas famílias que aguardam por ajuda. Unimos esforços e fomos 2 (duas) vezes a Porto Alegre no mês de junho para reforçar os nossos pedidos, para que os pedrasaltenses sofram o menos possível os efeitos desta crise causada pela estiagem prolongada e o coronavirus”, comenta o prefeito de Pedras Altas, Bebeto Perdomo.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: