Pedras Altas recebe visita de comitiva do TRE/RS no Castelo de Assis Brasil

O Prefeito Bebeto Perdomo, presidente da Câmara de Vereadores Davi Moraes e equipe de governo receberam na última sexta-feira (06) a visita da comitiva do TRE/RS no Castelo de Assis Brasil. O objetivo da viagem foi o levantamento de informações que serão utilizadas para realizar um resgate histórico da Justiça Eleitoral brasileira.

A escolha do destino foi motivada pela localização do Castelo de Pedras Altas, que serviu de moradia para o jurista Joaquim Francisco de Assis Brasil (1857-1938). Assis Brasil integrou a comissão responsável pela elaboração do primeiro Código Eleitoral brasileiro, datado de 1932.

Estiveram presentes, na ocasião, o presidente do TRE-RS, desembargador Arminio José Abreu Lima da Rosa, o vice-presidente e corregedor da instituição, desembargador Franscisco José Moesch, o membro do Pleno, desembargador eleitoral Amadeo Henrique Ramella Buttelli, e a diretora-geral do Tribunal, Ana Gabriela de Almeida Veiga, além de alguns servidores.

Os integrantes do Pleno do TRE-RS concederam entrevista coletiva à imprensa local. Na oportunidade, o desembargador Arminio da Rosa ressaltou a “importância histórica, arquitetônica, cultural e social do Castelo de Altas Pedras”. O magistrado afirmou ser essencial resgatar a memória de Assis Brasil, para que não fosse perdida, no tempo, a lembrança do gaúcho considerado um dos responsáveis diretos pela criação da Justiça Eleitoral que, dentre outras inovações trazidas no primeiro Código Eleitoral, tornou o voto secreto e instituiu o voto feminino.

O próximo passo do projeto consiste em trabalhar na preservação do acervo encontrado em Pedras Altas. Além disso, o Tribunal atuará junto a entidades e outros poderes do Estado para possibilitar a recuperação do castelo.

Fonte/Fotos: Prefeitura de Pedras Altas

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Dois estabelecimentos, em Jaguarão, são interditados após fiscalização do Programa Segurança Alimentar do RS

Em operação de fiscalização do Programa Segurança ...

%d blogueiros gostam disto: