Polícia Rodoviária realiza a maior apreensão de cocaína neste ano

A estimativa é que a apreensão realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no começo desta semana, tenha causado um prejuízo de R$63 milhões ao grupo criminoso. Conforme divulgam os agentes da PRF, o montante de 422 quilos de cocaína, foi o maior neste ano no Estado.

A droga estava sendo transportada num veículo Hyundai Creta, e foi encontrada durante abordagem realizada no domingo à tarde. Durante operação de combate à criminalidade, a PRF estava em ação na BR 290, proximidade com Eldorado do Sul, na região metropolitana.

O veículo estava com adesivos para disfarçar o real objetivo. De acordo com os policiais rodoviários, o carro tinha identificações de uma empresa agrícola.

Quando foi revistado o veículo, no porta-malas foram encontrados mais de quatrocentos quilos de cocaína. A droga estava armazenada em forma de cloridrato. Já uma outra parte, como pasta base. No total, a mercadoria foi avaliada em cerca de R$63 milhões.

O motorista, um homem de 48 anos, informou que estava sendo remunerado para levar a cocaína até a cidade de Camaquã. Ele foi preso e encaminhado para a área judiciária federal. Já o carro, conforme foi constatado pela PRF, havia sido roubado no começo deste ano em Porto Alegre.

O SUV Creta circulava com placas clonadas. A droga e o carro foram apreendidos e conduzidos até as autoridades jurídicas.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: