Pref. de Alvorada é internado em hospital e Pres. da Câmara de Vereadores também testa positivo

O prefeito de Alvorada, José Arno Appolo do Amaral (MDB), foi internado na noite desta quarta-feira no Hospital Ernesto Dornelles, em Porto Alegre. A Secretaria de Saúde do município da Região Metropolitana confirmou o diagnóstico de Covid-19 do político mais cedo.

Segundo a mandatária da pasta, Neusa Abruzzi, a médica que atendeu o prefeito, que tem 79 anos, solicitou que ele ficasse internado para realizar uma bateria de exames e seguir com o acompanhamento do tratamento. “Hoje o oxigênio no sangue baixou e, devido à sua idade e ao histórico de problemas no coração (foi indicado a internação)”, explicou Neusa. “Não podemos vacilar, sabemos que esse vírus é muito rápido”, ponderou.

Ainda de acordo com a secretária, Appolo está estável e foi acompanhado pela filha, Vanessa, durante a transferência do Centro de Saúde de Alvorada para o hospital. Desde segunda-feira, o vice-prefeito, Valter Slayfer (PL), assumiu o cargo provisoriamente.

Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde, Alvorada tinha até a noite desta quarta-feira 1.081 casos da doença.

Além do prefeito de Alvorada, José Arno Appolo do Amaral, o presidente da Câmara de Vereadores da mesma cidade, Juliano Marinho, também testou positivo para o novo coronavírus. O resultado saiu nesta quarta-feira e Marinho postou o resultado do teste nas redes sociais.

Ele conta que sente muita dor no corpo e nas articulações, além de calafrios e paladar alterado. “Infelizmente, o resultado deu positivo. Eu sabia do risco que corria, pois sou asmático, mas não poderia me acovardar. Em nenhum momento deixei de lutar pela vida dos alvoradenses e contra o coronavírus. Nesses meses enfrentando a pandemia, propus vários projetos, ações e iniciativas para ajudar a combater esse vírus. Agora a luta é pela minha vida, escapar dessa e poder continuar defendendo o povo de Alvorada.”

Marinho disse que ficará em isolamento domiciliar.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: