Prefeitura de Herval realiza vacinação de bovinos contra a brucelose

A Prefeitura de Herval, através da Secretaria de Agropecuária e Desenvolvimento, realiza, anualmente, a aplicação da vacina contra a Brucelose, em fêmeas bovinas de 3 a 8 meses de idade. Desde o início do ano, até o mês de março, segundo o balanço da Secretaria, a Prefeitura propiciou mão de obra para vacinação de aproximadamente 400 bezerras, em 57 propriedades.

Beneficiada pelo programa, a produtora, Margareth Quadrado, está satisfeita com a ação da Prefeitura. Para a produtora, que reside há seis anos na localidade do Alto Alegre, “a campanha garante a saúde dos animais e, também, a nossa”, declarou. Na última semana, a produtora recebeu o médico veterinário, Gabriel Fiori, para a aplicação das doses em 04 bezerras. Além da vacinação, também é realizada a identificação do animal vacinado.

A Brucelose é uma zoonose infectocontagiosa causada por bactérias que podem acometer os humanos, sendo transmitida pelo contato com fluídos (sangue, placenta, urina), mucosas dos animais infectados ou consumo de alimentos contaminados, como leite cru ou carne malpassada, entre outros. As bactérias alojam-se principalmente nas articulações, nos testículos e útero, podendo levar ao aborto em mulheres grávidas.

A vacinação contra brucelose faz parte do Programa Nacional de Controle e Erradicação de Brucelose e Tuberculose Bovina, que tem como objetivo reduzir a prevalência e a incidência dessas doenças em bovídeos, visando à erradicação. Segundo o médico veterinário da Prefeitura, a vacinação é obrigatória em todas as fêmeas bovinas e bubalinas entre 3 e 8 meses.

A Prefeitura disponibiliza de forma gratuita o servidor capacitado para realizar a operação, o produtor arca somente com o custo do imunizante (vacina), gerando economia ao beneficiado e garantindo a saúde pública da população.

As vacinas só são aplicadas nas propriedades agendadas. Para agendar o serviço, os criadores interessados devem ligar no telefone (53) 3267-2900 ou ir até a Secretaria, a qual ressalta que os produtores devem organizar-se em grupos por localidades para melhorar a logística e andamento do serviço.

Fonte: Assessoria de Imprensa

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: