Prefeitura de Jaguarão cobra medida urgente ao Estado para escola com risco de desabar

A prefeitura de Jaguarão enviou ofício ao governador do Estado, Eduardo Leite, nesta quinta-feira (22), pedindo uma medida urgente para resolver a situação do prédio da Escola Estadual Carlos Alberto Ribas. A construção está interditada, e a fachada corre o risco de desabar e atingir pedestres que passam pelo local. Desde 2017, a prefeitura vem alertando e reivindicando uma reforma no local.
Após várias reuniões do prefeito, Favio Telis, e do vice-prefeito, Henrique Edmar Knorr Filho, com o Governo do Estado, um projeto de engenharia foi realizado pela prefeitura e cedido ao governo, mas até agora nada foi feito. Segundo o secretário de planejamento, Rubens Kern, que esteve à frente da elaboração do estudo, é dever do Piratini dar manutenção aos prédios: “o Estado tem obrigação de evitar qualquer deteriorização e acidente”, disse. A prefeitura tomará providências de interdição da rua e de todo entorno do prédio para segurança dos moradores.

Sobre Reportagem

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: