PRF flagra transporte irregular de exames de Covid-19

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou um homem transportando material biológico contaminante numa caminhonete Hilux em desacordo com a legislação ambiental. Foi na segunda-feira (22), na BR-116, em Pelotas, durante a Operação Tamoio II.

Na ação de combate à criminalidade, os agentes abordaram o veículo e localizaram no compartimento de carga o material referente a coletas de material biológico (exames de Covid-19) sem obedecer os trâmites exigidos por lei. A vigilância sanitária de Pelotas foi acionada para acompanhar a fiscalização e destinar o material para o descarte adequado.

O condutor e responsável pelo transporte foi autuado em flagrante por transportar substância infectante. Segundo a PRF, esse tipo de irregularidade expõe a risco a saúde e segurança da coletividade, uma vez que gera potencial contaminação por doenças.

O Ministério da Saúde e a legislação vigente determinam que esse tipo de transporte deve ser realizado por empresas especializadas que atendam às normas sanitárias e ambientais. O condutor foi levado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde pagou fiança e foi liberado.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Ministério Público recorre de decisão que negou prisão de homem que matou cachorro em Rio Grande

O MP (Ministério Público) recorreu, no início ...

%d blogueiros gostam disto: