Surto de Covid no exército em Pelotas preocupa

Um surto de Covid-19 no 9º Batalhão de Infantaria Motorizada (BIMtz), denunciado por oficiais e familiares nas redes sociais, preocupa as autoridades sanitárias do município. De acordo com informações apuradas pelo Diário Popular, pelo menos 48 casos foram confirmados. Familiares e recrutas positivados para coronavírus relataram situações de exposição, como compartilhamento de objetos de uso pessoal e ausência do uso de máscaras em ambientes fechados. O fato chamou a atenção do Ministério Público (MP) e da Secretaria de Saúde (SMS), que receberam as denúncias. A 8ª Brigada de Infantaria Motorizada, que responde pela guarnição de Pelotas, diz que não foi notificada.

Dezenas de familiares apontam para a ausência do cumprimento dos protocolos mínimos, preconizados pela Organização Mundial de Saúde, como o distanciamento e o uso de máscaras e álcool em gel. Os oficiais, em sua maioria de alistamento recente, estariam cumprindo com suas atividades diárias normalmente, dividindo as instalações e alojamentos do quartel em grandes grupos, o que teria facilitado o surto da doença. Após receber as denúncias, o MP analisa o caso.

Familiares relatam também que há dois grupos de infectados no surto: os que foram liberados para o cumprimento dos protocolos por estarem assintomáticos ou com sintomas leves, e os que estão sob cuidados médicos em uma ala especial para o tratamento dos mais doentes. “Há um hospital de campanha dentro do ginásio. Que eu sei, são mais de dez positivados lá, e eles estão sem comunicação com as famílias, o que gera uma preocupação”, relatou um familiar.

Parentes e amigos ainda reclamam que os recrutas teriam sido liberados para casa “sem nenhum respaldo do regimento”, e que alguns deles acabaram contaminando pessoas da família, o que chamou a atenção das equipes da SMS. Questionada pela reportagem, a prefeitura informa que “monitora junto com o comando da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada a situação dos convocados para o serviço militar obrigatório que apresentaram recentemente resultado positivo para infecção pelo coronavírus”.

Exército não foi notificado

Questionado pela reportagem, o assessoramento da Comunicação Social da 8ª Brigada de Infantaria Motorizada informou que “o Exército só se manifesta quando é notificado”, e que não pode emitir uma nota ou posicionamento oficial antes de ser questionado pelas autoridades competentes.

Ainda de acordo com a 8ª Brigada, o Exército tem apoiado a população em diversos protocolos sanitários, como montagem de hospitais de campanha, logística, confecção de álcool em gel, distribuição de alimentos e outras ações, reafirmando seu compromisso com a comunidade em geral.

Fonte: Diário Popular

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Vulcão na África não deve causar tsunami no Brasil, diz especialista

A história que uma provável erupção nas ...

%d blogueiros gostam disto: